Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de

Desenvolvimento Econômico

Início do conteúdo

Posto avançado do BNDES no RS inicia segunda semana de atendimento ao setor empresarial

Publicação:

BNDES está se reunindo com representantes de diversos setores
BNDES está se reunindo com representantes de diversos setores - Foto: Taís Teixeira
Por Taís Teixeira / Ascom Sedec

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) instalou um posto avançado de atendimento no Rio Grande do Sul. O objetivo é levar informações sobre as ações emergenciais e medidas no BNDES para os setores empresariais atingidos pelas enchentes que afetaram o Estado no começo de maio. É a primeira vez que uma equipe técnica do banco é enviada para entender a situação local e se aproximar dos segmentos econômicos. Nesta terça-feira (11/6), os técnicos retornam ao Estado e tem previsão de se reunir com representantes dos segmentos da agricultura, indústria, eventos, varejo, entre outros.

O governo do Estado atua de forma conjunta na ação, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), que tem mediado e alinhado o agendamento de reuniões, além de participar dos encontros, contribuindo para o avanço das próximas etapas dos temas tratados. Na última semana, o titular da Sedec, Ernani Polo, e o coordenador da Assessoria Técnica, Diogo Leuck, acompanharam os especialistas do banco durante visita técnica ao Mercado Público da Capital, locadoras de veículos e uma empresa que fabrica dispositivos de gerenciamento para veículos de alta performance. "É muito importante essa união e esse modelo de trabalho a várias mãos para consolidar resultados", disse Polo.

Na ocasião, o grupo fez registros em foto e vídeo de destruição e coletou depoimentos dos empresários que acumularam danos como elementos para subsidiar a composição das medidas emergenciais. A pauta de compromissos incluiu reuniões com setores econômicos, como calçadista, proteína animal, leite, bares e restaurantes, moveleiro e eletrônicos para esclarecer o escopo de atuação do banco. A estimativa inicial é de que o atendimento presencial deva ocorrer até 28 de junho. Os encontros ocorrem durante alguns dias da semana, uma vez que considera o tempo de deslocamento, que está mais demorado, e a atuação na sede do BNDES, localizada no Rio de Janeiro. Para agendar atendimento, as entidades empresariais podem se comunicar pelo e-mail bndesnors@sedec.rs.gov.br. O posto avançado funciona na sede do Centro Regional de Contabilidade do RS, em Porto Alegre.

Empreendedores gaúchos podem acessar a linha de R$ 15 bilhões do BNDES a partir desta terça-feira (11/6)

A linha de R$ 15 bilhões do Fundo Social,anunciada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está disponível para empresas do Rio Grande do Sul com perdas causadas pela enchente a partir desta terça-feira (11/6). Conforme a medida provisória nº 1.226, publicada em 29 de maio, a iniciativa faz parte do Programa BNDES Emergencial RS e contempla pessoas jurídicas de direito privado de todos os portes (inclusive cooperativas), produtores rurais, transportadores autônomos de carga e empresários individuais do Rio Grande do Sul, situados em municípios com estado de calamidade pública decretado.

Para acessar o benefício, o empreendedor pode procurar seus bancos de relacionamento para solicitar crédito, por meio de três linhas do BNDES: máquinas e equipamentos, investimento e reconstrução e capital de giro.Há uma rede de aproximadamente 40 bancos que vão operar esses recursos. Até agora, sete já se declararam aptas a oferecer os recursos (Bradesco, Banrisul, BRDE, Badesul, Banco Safra, Sicredi, Cresol) -as demais ainda serão habilitadas.

Nesta quinta-feira (13/6), no canal do youtube do BNDES, vai ter uma live cujo público principal são os empreendedores. Durante a transmissão, prevista para começar às 18h, haverá o detalhamento das ações emergenciais do banco.

Secretaria de Desenvolvimento Econômico